4 de julho de 2022

ENJOY RIO

APRECIE O RIO DE JANEIRO. NOTICIAS, AGENDA E ENTRETENIMENTO

Ícone para torcedores de futebol

3 min read

As apostas em futebol e a paixão por este esporte é muito popular. Hoje existem muitos ícones e figuras históricas que não estão mais conosco, mas que deixaram a história.

 

Diego Maradona continua quebrando recordes apesar de não estar mais fisicamente conosco. A camisa com a qual ele marcou dois gols contra a Inglaterra na Copa do Mundo de 1986 no México foi leiloada em Londres por 9,3 milhões de dólares, uns 7.142.500 libras. Já o nome do vencedor por motivos de segurança não foi informado, embora tenham confirmado que se trata de um emissário do Oriente Médio. O item foi apresentado de forma especial pela conhecida casa de leilões Sotheby ‘s, que nomeou a camiseta ‘A Mão de Deus’. A camisa foi exposta no meio de uma sala parecida com um campo de futebol e coberta por um cubículo de vidro. O paradoxo é que mesmo que foi vendida como a camisa da ‘Mão de Deus’ nada foi mencionado sobre o segundo gol de Maradona contra os ingleses, considerado o melhor de todos os Mundiais. O local também foi decorado com gigantografias de Diego na partida contra a Seleção Inglesa, na Copa do Mundo de 1986 no México, partida que o catapultou para a fama. A empresa verificou a autenticidade da peça, pois também realizou uma análise científica da mesma com a agência Resolution Photomatching, especialista em analisar roupas históricas valiosas. Após uma série de ofertas que começaram com uma base de US $4 milhões, chegou-se ao preço final para um dos itens mais cobiçados da história do futebol moderno. O colecionador argentino Marcelo Ordás viajou para Londres e participou do evento. “Faltavam 17 segundos e éramos a melhor oferta”, disse o empresário,  chegando a oferecer 5.500.000 libras. Ordás ainda está negociando com o vencedor do leilão para que todo dia 30 de outubro a camisa chegue à Argentina e seja exposta no aniversário de Diego Maradona.

 

A lembrança esportiva mais cara

A jaqueta esteve exposta nos últimos 18 anos no Museu de Manchester e era propriedade do ex-jogador de futebol inglês Steve Hodge. Após o triunfo da Argentina nas quartas de final da Copa do Mundo, o meio-campista informou que perguntou diretamente a Diego. “Desci para o vestiário e, enquanto descia, Maradona caminhava com dois de seus companheiros de equipe. Olhei-o nos olhos, puxei minha camisa como se dissesse ‘Existe alguma chance de troca?’ Ele veio até mim e disse que sim, e lá trocamos”, explicou. O preço pago no leilão pela camisa a torna a peça esportiva que mais pagou na história do esporte. Esse recorde era mantido até finais de abril de 2022 por uma camisa do famoso jogador de beisebol americano Babe Ruth. Cerca de US $5,2 milhões foram pagos pela camisa que o chamado ‘Gran Bambino’ usou durante sua passagem pelo New York Yankees. Outros itens esportivos que atingiram números astronômicos foram a camisa do jogador de hóquei Paul Henderson, pela qual foram pagos cerca de US $1,2 milhão, e os tênis Nike usados ​​por Michael Jordan, pelos quais foram pagos cerca de US $500 mil. Além disso, a camisa da ‘Mão de Deus’ superou o preço do objeto de memorabilia esportiva mais caro até agora, pois em 2019 foram pagos US $8,8 milhões pelo manifesto original dos Jogos Olímpicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *